Novas e antigas formas de representar a mulher negra nas telenovelas: uma análise da personagem Raquel, de O outro lado do paraíso

Sandra Roza

Resumo


Este artigo visa problematizar como as representações de mulheres negras em telenovelas continua a mesma, aquelas que servem. Tendo como objeto de pesquisa a personagem Raquel, da telenovela O outro Lado do Paraíso, da Rede Globo foi possível perceber que embora a personagem se torne juíza, ela no início da produção é representada como empregada doméstica que se apaixona pelo filho dos patrões, uma forma da telenovela romantizar a relação de uma emprega doméstica. Além disso, a Raquel é vítima de racismo pelos patrões e demais personagens, porém, já juíza, ela não denuncia nenhum deles e no último capítulo ainda perdoa a sua patroa por todo racismo que Raquel foi vítima. Dessa forma, o racismo foi abordado apenas como uma ofensa desculpável e não como um crime, o que é muito problemático no Brasil, um país onde o racismo é frequente.


Palavras-chave


Mulheres negras; Representação; Representatividade; Telenovelas; Feminismo negro.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 CC-BY-NC

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.
ft_peri

Av. Sete de Setembro, 3165 - Rebouças CEP 80230-901 - Curitiba - PR - Brasil

logo_utfpr