GEOPROCESSAMENTO COMO FERRAMENTA DE CARACTERIZAÇÃO MORFOMÉTRICA DA BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO URUGUAI

Carla Talita Pertile, thayllane de campos Siega, Camila Furlan de Souza, Francielle Santos Vieira, Bruno Jan Schramm Côrrea

Resumo


O geoprocessamento por meio de suas ferramentas permite que dados geográficos sejam associados a diversas informações de um determinado local, o que possibilita que seja utilizado para diversas aplicações. No presente estudo estas ferramentas foram associadas a informações da Bacia Hidrográfica do Rio Uruguai, tendo como objetivo seu estudo morfométrico. Foram utilizados a malha hidrográfica de municípios, hidrografia da bacia e dados SRTM. O processamento desses foi realizado no software ArcGIS 10.4 para a obtenção dos parâmetros de Área de Drenagem (Km²), Perímetro (Km), Comprimento do eixo da bacia (Km), Coeficiente de Compacidade (Kc) e Fator de forma (Kf). Analisando os parâmetros calculados pode-se observar que o Coeficiente de Compacidade (Kc) e Fator de forma (Kf) permitem deduzir que a Bacia do Rio Uruguai é morfologicamente alongada e estreita, pouco propícia a inundações. Dessa forma, é possível concluir que as características morfométricas obtidas pelas ferramentas de geoprocessamento são eficientes para estabelecer e monitorar questões relacionadas à dinâmica ambiental e comportamento hidrológico da Bacia do Rio Uruguai.


Texto completo:

PDF


CCT - UTFPR - DV