POTENCIAL DE ÓLEOS ESSENCIAIS SOBRE A GERMINAÇÃO MICELIOGÊNICA DE Sclerotinia sclerotiorum (Lib.) De Bary

Thayllane de Campos Siega, Caliandra Bernadi, Roberto Saburo, Scheisi Nogueira Nunes, Maristela dos Santos Rey, Sérgio Miguel Mazaro

Resumo


A Sclerotinia sclerotiorum é um fitopatógeno que causa a doença conhecida como podridão de Sclerotinia. No Brasil, a lista de espécies hospedeiras é bastante extensa, incluindo culturas de grande importância  econômica. O objetivo do trabalho foi verificar o potencial de óleos essenciais sobre a germinação miceliogênica de S. sclerotiorum. Os tratamentos foram constituídos por 17 óleos essenciais aplicados por imersão em escleródios. A viabilidade dos mesmos foi realizada através da indução da germinação miceliogênica. Que foi realizada em meio BDA e a incubação foi realizada em câmara de crescimento do tipo BOD a 18 °C e fotoperíodo de 12 horas. As avaliações das germinações foram realizadas às 24, 48, 72 e 96 horas após o início da incubação. O delineamento experimental foi o inteiramente casualizado com quatro repetições.. Os dados obtidos foram submetidos à análise de variância e as médias comparadas  pelo teste de Scott Knott a 5% de probabilidade de erro. Os resultados demonstram que os óleos essenciais que obtiveram efeito fungicida ou fungistático inibindo a germinação miceliogênica dos escleródios foram Zingiber officinale, Laurus nobilis, Artemisia vulgaris, Eucalyptus Citriodora, Thymus vulgaris, Limão Tahiti, Cyperus articulatus, Cymbopogon citratus, Eugenia uniflora, Schinus Terbinthifolius, Cinnamomum zeylanicum


Texto completo:

PDF


CCT - UTFPR - DV