MICOBIOTA DE AMOSTRAS DE SILAGEM DE MILHO DE PROPRIEDADES RURAIS DE DOIS VIZNHOS-PR

Maria Eduarda Hoinoski, Thais Pauli, Fabiano Cezar Mascarello, Adriana Di Domenico Sbardelotto, Andreia Balotin Fioreli

Resumo


Uma alternativa de alimentação muito utilizada para bovinos de leite é a silagem produzida a partir da colheita de plantas inteiras de milho. O processo de ensilagem e manejo do silo é essencial para a qualidade da silagem, quando mal executado aumenta a incidência de fungos, dos quais alguns possuem potencial toxigênico podendo afetar a inocuidade dos animais, e contaminar subprodutos como leite, carne e ovos. Mediante a importância da silagem para pecuária de leite, este trabalho teve por objetivo avaliar a micobiota fúngica de 10  amostras de silagem, oriundas de diferentes propriedades rurais de Dois Vizinhos-Pr. As análises foram realizadas no Laboratório de Microbiologia da Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Câmpus Dois Vizinhos-PR, em triplicata, através da metodologia clássica em microbiologia de alimentos: com inoculação das amostras, plaqueamento em BDA, contagem em UFC.g-1, isolamento das colônias e microcultivo para identificação dos gêneros. Constatou-se a incidência de fungos em todas as amostras, sendo identificados 6 gêneros: Aspergillus, Cladosporium, Monascus, Rizophus, Trichoderma e Leveduras. Os resultados alertam para necessidade  de melhoras no processo de ensilagem e manejo do silo, para redução da incidência de fungos.


Texto completo:

PDF


CCT - UTFPR - DV